1) se são pontos luminosos, trata-se de ilusões óticas provocadas por estimulação espontânea das células da retina.

O cérebro interpreta como luz esses impulsos, embora eles tenham outra origem. Esses estimulos geralmente são decorrência de alterações circulatórias locais (como um esforço físico grande, abaixar a cabeça por muito tempo, etc.). Eles surgem também ao se pressionar as paredes laterais do globo ocular. Seu nome técnico é “fosfema”.

O que são fiapinhos e pontos luminosos que aparecem na visão2) se não são luminosos, e parecem se movimentar lentamente, principalmente quando semicerramos os olhos, você está vendo os vasos sanguineos de sua retina. É que, ao contrário de que leigos pensam, a parte fotorreceptora dos cones e bastonetes na retina estão em sua camada mais profunda, e não na camada mais externa. As artérias e veias estão na superfície interna, então pedaços delas são visualizados de vem em quando. E porque não vemos as artérias e veias o tempo todo? É porque é preciso haver movimentação do campo visual para enxergarmos alguma coisa (formação de gradientes luminosos). Como os vasos estão em posições fixas em relação à retina, o cérebro “subtrai” da imagem a sua posição. Quando elas se movimentam por algum motivo, o cérebro passa a enxergá-las temporariamente.

Detalhe: isso ocorre em todos os seres humanos, e são fenômenos normais. Passam a ser anormais quando as sombras ficam muito grandes e prejudicam a visão, ou ocorrem fosfemas de grande intensidade e duração. Ai podem ser sintomas de doenças oculares ou nervosas mais sérias.

Autor: Renato M.E. Sabbatini ([email protected])
fonte: www.cerebromente.org.br/