Janeiro chega e a expectativa é a mesma: Saber como será o inverno do ano. Sempre, ao segundo sábado do primeiro mês do ano, os Profetas da Chuva se encontram, em Quixadá, no evento tradicional que possui 21 anos, o Encontro dos Profetas da Chuva, realizado no campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Mais de 30 profetas, cada um com seus pareceres sobre a quadra chuvosa de 2018. Homens e mulheres que observam a natureza, e baseada no empirismo ou no uso de instrumentos simples, preveem a quadra chuvosa. Observações variadas, pelo olhar do juazeiro, a flor do mandacaru, os formigueiros, cupinzeiros, a pedra de sal, o vento, a barra da lua, os ramos de árvores, os comportamentos dos animais, a casa do João-de-Barro e demais outras manifestações.

Profetas da Chuva divergem sobre inverno, mas média de previsões é de regular a bomFrancisco Arcelino do Rêgo, conhecido como Titico Baia, morador do Distrito de São Miguel, em Quixeramobim, revelou que a partir da segunda quinzena de janeiro já cairão boas chuvas: “A partir da segunda quinzena de janeiro nós já teremos chuvas boas. Eu tô com muita esperança. Entre o fevereiro, mais ou menos. Deu um sol medonho, de 15 de fevereiro a 15 de março. Na segunda quinzena de março pode ter água em açude. Abril, maio e junho, tem uma passagem lá pro final e se açude não tiver enchido, enche. 100% eu tô dizendo que não é de novo.”

Profetas da Chuva divergem sobre inverno, mas média de previsões é de regular a bomErasmo Barreira, 70 anos, de Quixadá, há 19 anos participa do Encontro dos Profetas. Ele revelou ao SerTão que suas pesquisas sobre chuva vêm de família. Disse não acreditar em seca, mas sim em escassez de água nos últimos 6 anos: ”Eu não invento, eu vou buscar, eu vou olhar a natureza. Eu trabalho sobre as previsões do inverno, eu discordo que tivemos seca, tivemos escassez de água, mas seca não. Todos os anos faz pastagem, quem planta faz feijão e esse ano eu acredito que vai superar todos esses anos que já passaram com esse nome de seca”.

Erasmo faz suas previsões observando o cumarú, aroeira, pau d’árco, marizeira, o bagaço da formiga e as abelhas: “100% acredito que não (sobre o inverno). Em junho, o que a natureza me diz, acredito que vamos ter água suficiente. O açude não passa batido”.

Perguntado sobre a Barragem de Quixeramobim, se ele acredita que ela possa sangrar esse ano, o profeta e poeta disse que sim: “Acredito que lá por 20 de fevereiro ela já tenha sangrado, pela avaliação da natureza. Eu to acreditando que chuva boa, pra correr pelos riachos, só a partir de 15 de fevereiro”.

Profetas da Chuva divergem sobre inverno, mas média de previsões é de regular a bomRenato Lino de Sousa, 71 anos, Profeta da Chuva, foi mais um que conversou com o SerTão e revelou que, segundo suas observações da natureza, o inverno será bom ao ponto de vermos a Barragem de Quixeramobim sangrar: “Vai ser um inverno 100%, vai ser muita chuva aqui no Estado do Ceará. Pode se preparar, a Barragem de Quixeramobim vai sangrar”, informou. Renato faz observações com pau d’árco.

Fonte: http://www.sertaoparaserdoceara.com.br/